Transformação digital será prioridade para 51% dos executivos brasileiros

FUNCIONAMENTO DO SAEMG
01/10/2020
COMUNICADO DE RESULTADO DO SEGUNDO TURNO DAS ELEIÇÕES
29/10/2020

Estudo da IBM revela que segurança no trabalho também entrou na lista de prioridades para os próximos dois anos

Um novo estudo da IBM com executivos C-Level de todo o mundo, incluindo o Brasil, revelou que quase 6 em cada 10 organizações pesquisadas aceleraram suas transformações digitais devido à pandemia e que líderes de negócios planejam aumentar a priorização de novas tecnologias, como nuvem e inteligência artificial. No Brasil, 51% dos executivos compartilharam que a transformação digital será prioridade para os próximos dois anos. E no cenário global, 66% dos executivos disseram que concluíram iniciativas que antes encontravam resistência e barreiras tradicionais, como tecnologia, imaturidade e a oposição dos funcionários à mudança.

A segurança do trabalho também é uma nova preocupação. Apenas 2% dos executivos brasileiros priorizavam a segurança no trabalho há dois anos. Hoje, 18% dizem priorizar e nos próximos dois anos 52% compartilham que será prioridade. Subiu também o percentual de líderes que planejam aumentar a priorização da inteligência artificial nos próximos: antes eles eram 31%, e agora representam 48%.

Além disso, as empresas participantes estão vendo com mais clareza o papel crítico que as pessoas desempenham na condução de sua transformação contínua. Os líderes pesquisados destacaram a complexidade organizacional, as habilidades inadequadas e o esgotamento dos funcionários como os maiores obstáculos a serem superados – tanto hoje quanto nos próximos dois anos.

O estudo, conduzido pelo IBM Institute for Business Value (IBV), “COVID-19 e o futuro dos negócios”, que inclui contribuições de mais de 3.800 executivos C-Level em 20 países e 22 setores, mostra que os executivos entrevistados estão enfrentando uma proliferação de iniciativas devido à pandemia e tendo dificuldade de foco, mas planejam a priorização das iniciativas internas e operacionais, como desenvolver habilidades da força de trabalho e projetos de flexibilidade – áreas críticas a serem abordadas para impulsionar o progresso.

“Para muitos líderes, a pandemia foi o ponto de inflexão necessário para impulsionar a transformação digital. Ela provou que, mais do que nunca, a tecnologia é a principal aliada para que a empresa opere de uma forma madura, ágil, resiliente, gerando experiências únicas ao cliente. Mas essa transformação só será sustentável se as empresas prepararem seus talentos para essa nova era, com skills que permitirão a criação de uma cultura de reinvenção digital constante dentro da empresa”, diz Thais Marca, Managing Partner para IBM Services na América Latina.

https://administradores.com.br/noticias/transforma%C3%A7%C3%A3o-digital-ser%C3%A1-prioridade-para-51-dos-executivos-brasileiros