As cinco tarefas administrativas “mais odiadas” por trabalhadores de todo o mundo

Contrato Verde e Amarelo: entenda cuidados que empregador deve ter
20/01/2020
Edital Eleição SAEMG 2020
03/02/2020

Pessoas que fazem trabalhos administrativos passam, em média, mais de 3h por dia realizando tarefas manuais e repetitivas no computador que não fazem parte de suas atribuições principais e estão sujeitas a erro humano. É o que revela um estudo global encomendado pela Automation Anywhere, empresa de Automação Robótica de Processos (RPA, na sigla em inglês) presente em 11 países.

A pesquisa, realizada pela OnePoll, investigou o tempo gasto com tarefas administrativas digitais manuais e repetitivas, bem como as opiniões sobre elas na empresa moderna. Novos dados mostram que quase metade dos profissionais entrevistados que opinaram acha a administração digital chata (47%) e uma subutilização de suas habilidades (48%), enquanto a maioria disse que esse tipo de serviço atrapalha a realização do trabalho principal (51% no total, chegando a 80% na Índia) e reduz sua produtividade como um todo (64%). Mais da metade (52%) dos participantes millennials acredita que seria mais produtiva se tivesse menos tarefas administrativas, um pouco acima da média geral, 48%.

As tarefas mais “odiadas”

No topo da lista das tarefas mais odiadas está o preenchimento de dados em geral, como a inserção de dados manualmente em um computador ou em outro dispositivo. Na sequência, é possível encontrar o gerenciamento de tráfego de e-mails e organização de arquivos em pastas digitais, tais como documentos, planilhas, imagens ou PDFs. Completando o ranking das cinco tarefas mais detestadas, estão as tarefas de compilar relatórios de TI e de sistemas de software e gerenciamento de faturas.

A pesquisa revelou que as três mais odiadas também são as três tarefas administrativas com as quais os trabalhadores afirmam gastar mais tempo no dia a dia. No entanto, atualmente há centenas de robôs de software (bots) que podem realizar muitas dessas tarefas administrativas manuais.

Serviços administrativos simples consomem muito tempo

A nova pesquisa também foca o impacto na felicidade do empregado fora do escritório. Quase metade (49%) dos entrevistados afirmou que serviços administrativos digitais simples muitas vezes os impedem de sair do trabalho no horário, indicando que impactam sua vida pessoal. Isso é um problema maior para os homens, com 54% deles tendo dificuldade para sair no horário, contra 43% das mulheres, situação que prevalece no Reino Unido e em Singapura, segundo o levantamento.

A administração digital como um todo, porém, afeta mais as mulheres – em média, elas acumulam 3,4 horas por dia nessas tarefas manuais “odiadas”, contra 2,8 horas dos homens. A média geral nos EUA é de 2,9 horas por dia, e, no Brasil, na Coreia e no México, esse tempo sobe para mais de 3,5 horas por dia. Esse número é o mesmo para funcionários do setor público em todos os países pesquisados, o que mostra que o serviço público é o setor com maior carga de trabalho administrativo. As expectativas dos trabalhadores nesse sentido são apontadas no levantamento, com 69% dos entrevistados do setor público pedindo tecnologias de automação que se auto gerenciem sem tanto esforço manual.

Os trabalhadores de hoje estão aceitando a automação para eliminar processos manuais

Quase todos os entrevistados afirmaram acreditar que a automação poderia facilmente eliminar tarefas administrativas digitais manuais e repetitivas que não são o foco de seu trabalho (85%) e acham que seriam mais felizes com essa mudança (88%). Com o tempo liberado, afirmam que poderiam desempenhar melhor seu trabalho principal, melhorar a produtividade em seu departamento e buscar oportunidades de aprender novas habilidades.

Trabalhadores veem a transição para a automação como responsabilidade do empregador
A maioria esmagadora (87%) dos trabalhadores administrativos que deram opinião gostaria que seus empregadores automatizassem mais processos manuais e repetitivos das empresas. Mais da metade (55%) afirmou que consideraria pedir demissão se essa carga administrativa manual se tornasse muito pesada, enquanto 85% deles se sentiriam atraídos a trabalhar em uma empresa que investisse em automação para reduzir tarefas administrativas digitais repetitivas.

“A pesquisa é clara. A produtividade e a motivação do trabalhador são impactadas negativamente pelo volume de processos administrativos manuais e repetitivos que caracterizam seu dia de trabalho”, afirma Stephen DeWitt, diretor executivo de estratégia da Automation Anywhere. “Liberar os profissionais a focarem em tarefas de maior valor é a principal promessa de uma força de trabalho digital. As empresas que aceitarem isso imediatamente terão uma vantagem competitiva em produtividade dos funcionários e um aumento enorme na capacidade de atrair e reter talentos valiosos”, completa DeWitt.

Fonte: https://administradores.com.br/