4 mitos sobre o curso de Administração

Fórum: CNPL em Ação ampliando conhecimentos e compartilhando experiências
25/09/2019
Em negociações, sindicatos garantem quase 50% de ganhos reais em 2019
07/10/2019

De acordo com a Pesquisa Perfil, Formação, Atuação e Oportunidades de Trabalho do Administrador, realizada pelo Conselho Federal de Administração (CFA), em 2015 havia mais de 340 mil administradores registrados no País.

Além disso, o curso de Administração é o quarto mais procurado na internet no primeiro semestre deste ano. As informações são do Mapa do Ensino Superior feito pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo (Semesp).
Apesar da grande procura, há muitos estereótipos acerca do curso. Pensando nisso, a Revista Quero desvendou quatro mitos sobre o curso de Administração. Ficou curioso? Veja a lista a seguir.

1. Administração é o curso dos indecisos

O processo de escolha de uma profissão pode gerar muitas dúvidas em qualquer pessoa, afinal, é um momento decisivo. No entanto, não se trata de uma situação exclusiva do curso de Administração.

De fato, o curso é mais generalista pois contempla diversas áreas do conhecimento como psicologia, informática e estatística. Mas isso permite que o campo de atuação desse profissional do mercado de trabalho também seja maior.

2. O curso é mais fácil

Assim como qualquer outro curso de graduação, o curso de Administração requer esforço e disciplina. Para isso, são feitas avaliações periodicamente, por meio de provas e trabalhos.

Por se tratar de um curso multidisciplinar, os alunos devem buscar conhecimentos sobre diferentes áreas, até porque o administrador devem compreender todo o funcionamento de uma empresa para ser capaz de administrá-la. Além disso, em boa parte dos cursos o estudante deve fazer TCC e estágio para se formar.

3. Não é uma área promissora

Com um elevado número de ingressantes na área de Administração, é normal que a competitividade também aumente no mercado de trabalho. Segundo o Conselho Federal de Administração, o índice de empregabilidade caiu de 78,48% em 2011 para 75,14% em 2015.

No entanto, o CFA também aponta que os administradores são bem aceitos nos cargos de gerência e analista. Já o salário médio do profissional de Administração era de nove salários mínimos em 2015.

4. O curso estuda muita matemática

Embora o curso tenha disciplinas de cálculos, estatística ou outras similares, a graduação em Administração é da área de Ciências Humanas.

Dessa forma, os cálculos estão presentes mas não compõem toda a grade curricular do curso, que é bem diversificada. Também são abordados conteúdos como gestão de recursos humanos, marketing, sociologia e informática.